A simulação do seguro fiança feita em sites de internet é um excelente exemplo do uso da tecnologia a favor do cliente. E é fácil concluir isso.

Basta relembrar o seguinte. No passado, para se conseguir o valor de um seguro, seja uma cotação de seguro fiança ou seguro de automóveis, o cliente precisava preencher vários documentos, dar algumas declarações, e ainda aguardar o retorno do corretor do seguro.

Quando começou a simulação do seguro?

Esse é um ponto importante. Por que a simulação do seguro sempre existiu. Contudo, era feita de forma menos transparente para o cliente. Ou melhor, era feita internamente nas seguradoras.

As seguradoras possuem sistemas de underwriting, que a partir de uma série de informações, fornecem um preço para o seguro. E então o que para o cliente era uma cotação do seguro, ou seja, o orçamento do seguro fiança, por exemplo, para a seguradora era uma conta feita internamente em suas áreas de underwriting.

A verdade é que a simulação do seguro fiança já era uma conta que sempre era realizada internamente nas seguradoras. E o mesmo é verdade para qualquer outro produto de seguro.

Mas com todos os avanços tecnológicos, as seguradoras puderem ter políticas de portas abertas. E assim, a simulação de um seguro passou a poder ser feita diretamente pelo cliente, em um site de internet.

Ok… Mas Qual Tecnologia Tornou Possível Fazer a Simulação do Seguro Fiança e Outros Seguros Diretamente em Sites?

Há uma série de tecnologias que permitem que o cliente faça uma simulação de seguro fiança em um site. Contudo, a principal tecnologia é a API.

API é a sigra de Application Programming Interface. É uma tecnologia que integra sistemas diferentes, trocando informações entre eles.

As APIs funciona como se fosse um plug que conecta diferentes sistemas. Entretanto, pouca gente conhece sua função. Por que, na realidade, a API não aparece. Fica visível apenas uma máscara em que o cliente navega no site para fazer um simulação do seguro fiança.

A medida em que as seguradoras tornaram-se mais eficientes em seus processos internos, os dados passaram a ficar disponíveis em tempo real. Sem a interferência humana, ou, pelo menos, minimizando a interferência humana.

Dessa forma, algumas seguradoras, e até mesmo sites especializados, conseguem fazer uma simulação do seguro fiança na hora. E na tela do computador.

Na maioria dos casos, essas simulações de seguro fiador são estimativas que precisam ser confirmadas, visto que há toda uma documentação que ainda precisa dar suporte à cotação. Entretanto, jamais ficam muito distantes do valor real do seguro fiança.

Quais São as Vantagens de Se Fazer uma Simulação do Seguro Fiança?

Ninguém sai de casa dizendo… então hoje eu vou contratar um seguro fiança locatícia! Pois o que acontece é que as pessoas que estão alugando um apartamento e não encontram fiador, acabam precisando de um seguro fiança aluguel.

Imagina que você encontrou um ótimo apartamento para alugar. Bem localizado, com as dimensões adequadas, e todo reformado! Já mostrou para a família, e todo mundo ficou animado com a nova casa.

E aí você descobre que o seu fiador teve um problema, e não poderá mais ser fiador para você.

Então é nesse momento que você conhece o seguro fiança locatícia. E não tem a menor idéia de como funciona ou quando custa o seguro fiança.

Portanto, aqui aparece a primeira grande vantagem da simulação do seguro fiança. E essa vantagem é a seguinte: você pode acessar um site como o https://seguro-fianca.com e, rapidamente, fazer ter todas as informações detalhadas sobre o produto

Mas ainda tem mais vantagens! Você pode fazer ali, no site, e na hora, uma simulação do seguro fiança para residências . E, assim, já ter um idéia de quanto custa o seguro fiança.

Pesquise na internet e conheça outras vantagens de contar com um simulador de seguro fiança para você!